Random header image at De Primeira

A matemática prova que Marcelinho é quase a soma de Messi e Neymar

March 9th, 2012  |  Published in Futebol

De tarde, Messi. No começo da noite, Neymar. Pra fechar a noite, Sport x Araripina. É a mesma coisa de tomar um café da manhã farto, ir a um churrasco no almoço e pra fechar a noite uma buchada de bode antes de dormir.

Pra preparar a buchada, tem que abater o bode que por coincidência é o mascote do Araripina. E buchada demora um tempinho cozinhando.

E lá vai o Sport cozinhar o jogo, temperando com um punhado de gols perdidos.

Até que Marcelinho Paraíba, que uns comediantes esportivos chama de Messelinho, acerta um golaço de falta. Que Messelinho que nada. Messi é que é o Messilinho Paraíba.

Marcelinho Paraíba joga o que Messi estará jogando se conseguir manter a carreira até os 36 anos, jogando domingo aos 42 graus e quarta à dez da noite depois que o todo mundo já tinha visto Messi e Neymar, que se inspirou em Marcelinho Paraíba para criar penteados de bom gosto.

Duvido Neymar ou Messi fazer o gol que Marcelinho fez quando estiverem com 36 anos, uma ruma de filho pra criar e ainda acusação de estupro. Inspirou até reality show. Pra Marcelinho deu cadeia, pro reality show deu audiência.

Na Catalunha, teve torcedor do Barcelona que foi embora depois do quinto gol do time quando já entraram em campo com vantagem de dois gols e nem viram Messi se tornar o primeiro jogador da história da Champions League a marcar cinco no mesmo jogo.

Na Vila Belmiro, Neymar criou obras-primas que aprendeu vendo Marcelinho Paraíba jogar em campo, no videogame e no youtube bem antes de se profissionalizar.

No Recife, para um público numericamente intermediário entre o da Vila e o da Catalunha, é claro que o time não poderia entediar seus expectadores, já que o jogo tem 90 minutos e você tem que assistir até o fim.

Então é um tal de tomar um gol só pra gente lembrar que os cinco gols de Messi, os três de Neymar valeram a mesma coisa que os dois de Marcelinho Paraíba. Três pontos.

E para entender que Neymar e Messi precisam ser somados para para ultrapassar (por pouco) o talento de Marcelinho basta um pouquinho de conhecimento de matemática:

(10 x 5) + (3 x 11) > 80 + 2

Os cinco gols de Messi multiplicados pela camisa 10 que ele usa somado com os três de Neymar multiplicados pela 11 do craque santista dá 83. Marcelinho Paraíba usando a 80 somado aos dois gols que fez, dá 82. Simples assim.

Você também pode ler este post neste concorrente de menor expressão

Deixe um Comentário

About De Primeira

Futebol, futebol e futebol. . Subscribe via RSS »